MAQUETE DO ESTALEIRO DO AÇU

MAQUETE DO ESTALEIRO DO AÇU
Foto Fernando

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

No período de 23 a 25 de Novembro o CREAS estará organizando a SEMANA DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.Sendo, no dia 23/11 no CRAS de Barcelos às14h30min; No dia 24/11 na localidade do Açú (onde funciona o PETI e CRAS) às14h30min e No 25/11 no Cine Teatro São João, em São João da Barra, com Palestra às 14h e Caminhada de conscientização às 15h

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

QUINTO COMEMORA! É NECO O ESCOLHIDO JUNTO ALEXANDRE ROSA

A Prefeita Carla Machado tem um índice de aprovação de 71%. Também na pesquisa, o vereador licenciado, atual Secretário de Promoção Social, Neco, entre os pré-candidatos governistas apareceu em primeiro lugar. Já Alexandre Rosa, atual Secretário de Turismo, Esporte e Lazer, apareceu em segundo lugar. O líder do Governo na Câmara, Vereador Aluízio Siqueira apareceu em terceiro lugar.
No geral, quando perguntados sobre em qual nome votaria para prefeito de São João da Barra se a eleição fosse hoje, o resultado ficou assim:
Betinho Dauaire – 27,8%
Neco – 21,0%
Alexandre Rosa – 15,5%
Aluízio Siqueira – 8,9%
Gersinho – 4,5%
Nenhum/Nulo – 7,2%
Não Sabe/Não quis opinar – 15,1%
Se os candidatos fossem somente Betinho Dauaire e Neco, em qual dos dois votaria para prefeito de São João da Barra se a eleição fosse hoje?
Neco – 40,4%
Betinho Dauaire – 38,6%
Nenhum/Nulo – 8,8%
Não Sabe/Não quis opinar – 12,2%
Diferença entre Betinho e Neco – 1,8% (empate técnico)
De uma forma geral, como você avalia a administração da prefeita Carla Machado? Você diria que é ótima, boa, regular, ruim ou péssima?
Ótima – 28,1%
Boa – 32,7%
Regular – 27,3%
Ruim – 2,9%
Péssima – 8,1%
Não Sabe/Não quis opinar – 0,9%
Qual a Imagem que você tem da Prefeita Carla Machado, positiva ou negativa?
Positiva – 71,9%
Negativa – 18,4%
Não Conhece/Não Sabe Avaliar – 9,7%

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Prefeita Carla Machado participa de reunião de preparação

A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, participou, nesta segunda-feira (07/11), no Palácio Guanabara, sede do Governo do Estado, da reunião preparatória para o ato público “Contra a Injustiça – Em Defesa do Rio”. A manifestação acontecerá na próxima quinta-feira, dia 10, e será mais uma etapa na luta contra a redistribuição dos recursos dos royalties do petróleo. A expectativa é que pelo menos 100 mil pessoas participem da passeata, com concentração às 15h, na Candelária, percorrendo em seguida a Avenida Rio Branco, e finalizando com ato na Cinelândia.  
A prefeita de São João da Barra esteve acompanhada dos secretários Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, José Amaro Martins de Souza, o Neco, e do Secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Alexandre Rosa. Também participaram prefeitos de demais cidades do Estado do Rio de Janeiro, parlamentares e representantes da sociedade civil organizada.
O assunto relacionado aos prejuízos causados ao Estado do Rio de Janeiro e aos municípios fluminenses foi amplamente discutido na reunião, assim como a inconstitucionalidade da proposta já aprovada pelo Senado Federal e que aguarda decisão da Câmara dos Deputados. Segundo dados do governo estadual, o Rio vai perder, já em 2012, aproximadamente R$ 3,3 bilhões, atingindo diretamente os municípios fluminenses, principalmente os que se enquadram na categoria de produtores.
Em relação a São João da Barra, estima-se que, se confirmada pela Câmara essa redistribuição, o Município deixe de receber, já em 2012, cerca de R$ 85 milhões. Hoje os recursos provenientes dos royalties do petróleo representam entre 75% da receita do Município.
- Essa luta não é só dos municípios que integram a Ompetro, mas de todo o Estado do Rio de Janeiro. Estaremos ao lado do governador Sérgio Cabral na tentativa de impedir essa injustiça e São João da Barra se fará presente na manifestação do dia 10 somando forças nesse sentido – declarou a prefeita Carla Machado.
Desde quando se iniciou a polêmica com relação à nova partilha dos royalties do petróleo, a prefeita tem sido uma das mais ativas na mobilização em defesa dos recursos compensatórios. Carla destaca que municípios como São João da Barra, têm trabalhado para não depender mais deste recurso, porém destaca sua importância sob o ponto de vista do equilíbrio do pacto federativo, da compensação social e ambiental e justiça tributária frente ao tratamento diferenciado do ICMS.
- O petróleo é o único produto taxado no destino e não na origem, o que acaba sendo injusto com o Estado do Rio, o maior produtor do Brasil, com quase 85% da produção nacional. Para mudar a partilha, o que é inconstitucional, o mínimo que se teria que fazer é alterar a legislação tributária, argumenta a prefeita. Nós estaremos na manifestação com toda a força e conscientização que São João da Barra tem, afirma.